Michel Augusto

igreja

7 Atitudes comuns de quem vive em função de criticar a igreja

Por Michel Augusto

 É importante termos uma mentalidade crítica e refletirmos os aspectos da nossa fé e prática, pois a igreja vive uma reforma constantemente. No entanto, tenho observado que o mundo evangélico se tornou um ambiente com excesso de críticas em todos os aspectos. A igreja precisa sempre de reformas, mas não enxergar as virtudes do povo de Deus, oriundas do próprio Cristo, é sinal de doença crônica de pessoas que precisam ser tratadas. Segue algumas atitudes de quem vive em função de criticar a igreja:

Read more

Uma Igreja Batista Pode ser Reformada?

 Uma igreja batista pode ser reformada?

 

A nossa proposta de teologia é “trabalhar a partir do Evangelho. Isso implica um não ao: pragmatismo, superficialidade doutrinária, falta de reflexão e filosofia motivada por métodos. A renovação que precisamos é advinda do próprio evangelho, que nos leva a viver a graça em todos os aspectos da vida, para que o ministério não seja marcado pelo legalismo e nem pelo intelectualismo frio[1]”, e nem antinomismo.

Assim sendo, “se quisermos permanecer fiéis às Escrituras e ao Senhor Jesus Cristo, devemos batalhar “diligentemente, pela fé que uma vez por todas foi entregue aos santos (Jd 3). Nosso maior tesouro é a autoridade da Palavra de Deus. Se perdemos a compreensão das Escrituras, também iremos perder a compreensão do Evangelho. Esses princípios estavam no centro do debate do século XVI e devem ser recuperadas. O crente deve estudar as Escrituras e defender as verdades bíblicas para não ser arrastado para longe da verdade”[2].

Read more

A epistemologia do desigrejamento

Reflexão Teológica

Por Michel Augusto

Considerações iniciais

O desigrejamento tem se tornado uma realidade no contexto evangelical brasileiro. O nominalismo, outrora latente no catolicismo romano, tornou-se o discurso recorrente de uma multidão de pessoas que expõem suas angústias e decepções eclesiáticas e relacionais nas atuais mídias sociais. As mídias antigas (televisão e rádio) eram os meios em que os sem igreja se ancoravam, mas agora, a fé tem sido buscada e ancorada vivencialmente nas redes, tais como: facebook, twiter, youtube, soundcloud e outras. A fé ganhou uma dimensão virtualizada, gerando oportunidades de discursão, debate e abertura teológica para os leigos. A teologia sempre fez parte da vida do povo de Deus, mas agora ela ganhou uma dimensão pública jamais vista, seja por meio de teólogos formados que se tornaram formadores de opinião na mídia ou por “teólogos” leigos de internet, que se expressam avidamente defendendo formas alternativas de vivência da fé.

Read more