Michel Augusto

Blog

Série 499 anos da Reforma: Somente Cristo. Um professor por excelência.

Tivemos um grande professor! Um professor que deixou o esplendor de sua glória para ensinar seus alunos pessoalmente. Um professor transcendente e imanente, totalmente Deus e totalmente homem, que ensinou com palavras, mas principalmente com o exemplo. Sua teologia era viva, pois foi transmitida com fundamentos e com ações.

Por Michel Augusto

Tivemos um grande professor! Ensinava com as Escrituras e todas as suas ações eram voltadas para a pedagogia do Reino. Quando curava, fazia um cego enxergar ou um homem ressuscitar, estava mostrando as virtudes do reino vindouro, um futuro glorioso sem dor, sofrimento e separação.

Tivemos um grande professor! Um exemplo para todos os professores. Um exemplo para Paulo, Pedro, João, Pais da Igreja, Reformadores e para hoje. Através da sua ordem (Mt 28), reuniu os seus discípulos de todas as nações. Discípulos que transmitem a pedagogia do Reino através do pastorado e ensino, pregação, aconselhamento e com o exemplo.

Tivemos um grande professor! Inspirou a muitos. A história da Igreja nos mostra muitos homens comprometidos com o ensino. Em 2016, comemoramos os 499 anos da Reforma e dentre os inúmeros reformadores, temos Calvino, um homem que se doou para a obra do pastorado e ensino. Quando estava em Estrasburgo, ele disse: “a maioria me ouve não tanto como um pastor, mas com a atenção e a reverência devida a um mestre” (1). Calvino não foi arrogante nesta afirmação, mas simplesmente reproduziu o mandato ministerial indissociável descrito por Paulo na Carta aos Efésios, quanto ao pastorado e o dom de mestre. Ele relatou o que Jesus espera dos seus: formação contínua dos seus discípulos.

Feliz dia do professor!

(1) PARKER, T. H. L. Os oráculos de Deus. Uma introdução à pregação de Calvino. São Paulo: Editora Cultura Cristã, 2016, p. 32.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *