Michel Augusto

Month: julho 2016

A epistemologia do desigrejamento

Reflexão Teológica

Por Michel Augusto

Considerações iniciais

O desigrejamento tem se tornado uma realidade no contexto evangelical brasileiro. O nominalismo, outrora latente no catolicismo romano, tornou-se o discurso recorrente de uma multidão de pessoas que expõem suas angústias e decepções eclesiáticas e relacionais nas atuais mídias sociais. As mídias antigas (televisão e rádio) eram os meios em que os sem igreja se ancoravam, mas agora, a fé tem sido buscada e ancorada vivencialmente nas redes, tais como: facebook, twiter, youtube, soundcloud e outras. A fé ganhou uma dimensão virtualizada, gerando oportunidades de discursão, debate e abertura teológica para os leigos. A teologia sempre fez parte da vida do povo de Deus, mas agora ela ganhou uma dimensão pública jamais vista, seja por meio de teólogos formados que se tornaram formadores de opinião na mídia ou por “teólogos” leigos de internet, que se expressam avidamente defendendo formas alternativas de vivência da fé.

Read more

A pregação do evangelho e as espiritualidades pós-modernas

Michel Augusto

Breve Reflexão Teológica

Embora haja uma dificuldade de definir o termo espiritualidade cristã em detrimento das inúmeras abordagens possíveis na história do cristianismo, é importante que se traga uma definição básica da mesma. “Esta seria o relacionamento profundo com Deus Pai, mediado pela cruz de Jesus Cristo, no poder do Espírito Santo[1]”. Seria melhor falar de discipulado do que espiritualidade, pois o termo abrange noções dos “cristãos da Idade Média como modelo para hoje[2]”. No entanto, usaremos o termo com muita cautela, traçando distintivos, por exemplo, entre esta e a mística. Misticismo é uma “abordagem à fé cristã que enfatiza especialmente o aspecto relacional, espiritual ou experimental da fé, em contraste com os aspectos mais cognitivos ou intelectuais, tradicionalmente atribuídos ao campo da teologia[3]”.

Read more

O desafio de pastorear e ministrar na mesma igreja por muito tempo

O desafio de pastorear e ministrar na mesma igreja por muito tempo

Breve reflexão teológica

Por Michel Augusto

          Pastorear só é possível pelo fato da missão ser antes de tudo, do Senhor. Na grande comissão descrita por Mateus (28), Jesus deixou bem claro que o caminhada discipuladora não seria solitária. O ministério cristão em suas diversas expressões tem desafios diários. Em se tratando do ofício pastoral, especificamente daquele que é exercido por muito tempo no mesmo contexto, elenco alguns desafios:

Read more